Jamie Oliver e a Sadia

Captura de Tela 2016-07-04 às 13.04.33

Print screen do vídeo da Sadia para o Youtube

No fim do mês, Jamie Oliver e a Sadia anunciaram na mídia uma parceria que irá lançar uma nova linha de congelados gourmet e saudáveis. Na sua página no Facebook, Jamie gravou um vídeo onde diz que a parceria prevê também programas educacionais em escolas, e que acompanhou de perto as granjas da Sadia e irá garantir que todos os seus produtos “usarão frangos com bem-estar animal”.

Uma rápida olhada nos último livros e programas de TV que Jamie lançou e já dá para entender que sua parceria com a Sadia é bem contraditória. Por que lançar uma linha de congelados (aka comida pronta) se uma das suas bandeiras é que cada vez mais as pessoas aprendam a cozinhar e comam comida feita em casa? Não consigo imaginar qual vai ser o slogan da campanha. E os programas educacionais nas escolas? Tudo com o logo da Sadia, e produtos da Sadia também? Ou seja, vão falar pras crianças: “Viu, gente, é muito importante cozinhar, mas quando der aquela preguiça, compra um congelado da Sadia”. A última propaganda que vi na TV da empresa foi aquela do pai que pergunta às crianças o que querem comer de janta (como se estivessem em um restaurante). E aí cada um escolhe: estrogonofe, frango assado e blablabla. Lembrei muito do experimento que Michael Pollan descreveu em seu livro Cozinhar, que inspirou a série do Netflix, Cooked.

Pollan resolveu testar se é realmente mais prático e rápido comprar comida congelada ao invés de cozinhar para a família em um dia de semana em sua casa. E adivinhem? Foi um fiasco. Primeiro: gastaram um tempo considerável no mercado escolhendo o que cada um ia comer. Chegaram em casa e cada embalagem ficou 20 minutos no microondas para descongelar. Ou seja, não conseguiram sentar à mesa juntos. O sabor da comida não era tão parecido quanto a foto da embalagem prometia. Ao final da noite, uma quantidade de lixo considerável havia se formado. No dia seguinte, Pollan fez uma carne de panela para toda a família e o resultado foi muito diferente. A comida era saborosa. E todos podiam compartilhar de uma mesma panela, mesa, momento, aquele sabor. Estavam juntos e podiam conversar sobre o seu dia. O lixo produzido eram as cascas dos vegetais e legumes e a embalagem da carne. E ainda sobrou comida para o almoço do dia seguinte. Ah, e o custo? Comer comida congelada é caro também. Comida caseira é mais barato e ainda sobra pro dia seguinte! Resumindo: é caro, não é bom para o meio-ambiente, nem para as relações familiares e nem preciso comentar todo os conservantes que a comida congelada tem. Ah, e claro, o sabor.

É, tá difícil me convencer que a assinatura do Jamie Oliver em uma linha de congelados é coisa boa. Para mim, a grande questão é que tudo isso nada mais do que é uma campanha de marketing. A Sadia não tá preocupada com sua alimentação nem com a sua saúde. Ela quer vender mais. Como o mercado para produtos mais “saudáveis” está crescendo, a Sadia está seguindo o mercado e espera ganhar mais dinheiro com isso. Fim.

E não deixa de ser preocupante. Jamie colocando a carinha fofa pela Sadia é um atestado de que a comida da Sadia é boa e aprovada por um chef que luta por alimentos mais saudáveis. Muita gente vai comprar achando que tá fazendo bem pra si mesmo. Só que não.

“Ahhhh, mas ele vai garantir que é tudo bonitinho, os frangos são cuidados, ingredientes selecionados, vai até ensinar as crianças a cozinhar, ó que fofo!”. Gente, não existe como fazer algo em larga escala, garantindo um padrão de uma forma sustentável e saudável. É assim que a indústria funciona. Você, consumidor, quer ir no mercado comprar a comidinha do Jamie e sempre que abrir a caixinha ter a segurança de que vai encontrar sempre O MESMO SABOR e APARÊNCIA, certo? Então, isso só é possível graças a todos os aditivos, conservantes, transgênicos, modos de produção e que custam muito CARO para nossa saúde e do planeta também. Quando compramos comida de verdade não temos a garantia de que sempre vamos ter o mesmo sabor e aparência, desde um tomate, até um queijo. Por que a vida é assim. A natureza é assim.

E por último, comida de verdade não precisa de propaganda. Já viram propaganda de cenoura? Então. Jamie, quer investir na saúde e alimentação dos brasileiros? Invista nos pequenos produtores, nos alimentos locais pouco conhecidos. Seja um ativista contra os agrotóxicos, lute contra o agronegócio. Não dê mais dinheiro a uma empresa que já faz tudo errado. Precisamos investir esse dinheiro nas pessoas que cuidam da terra. A revolução que você tanto reivindica não será feita pela indústria.

Para saber mais:

Sadia lança linha de congelados “saudável e gourmet” com Jamie Oliver

Parceria entre Jamie Oliver e marca brasileira provoca polêmica nas redes sociais

Jamie Oliver sacará línea con Sadia y levanta polémica

Jamie Oliver vira garoto propaganda da Sadia

 

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Jamie Oliver e a Sadia

  1. Janaina disse:

    Por trás disso, há ainda um incentivo à produção em massa que desencadeia tudo isso, além de tds as questões ambientais. Para mim, anda que ele as intenções sejam boas, sua imagem atrelada à Sadia é tipo um vegetariano fazendo comercial de carne – soa familiar, não?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s