Tacos Mexicanos Vegetarianos

IMG_2141

Ando viciada em um restaurante novo que abriu em alguns shoppings de São Paulo, o Mexcla. Eles oferecem quatro opções de pratos: burrito, taco, salada e sopa, e você mesmo escolhe o que quer no prato, desde as proteínas até os acompanhamentos. O mais legal é que eles mesmo produzem tudo diariamente nos restaurantes. Dá pra sentir a diferença no paladar, tudo muito fresquinho e saboroso. Fast Food, mas com comida de verdade.

Da última vez que fui lá, fiquei com a pulguinha atrás da orelha que poderia reproduzir os tacos em casa. Não fiz todos os acompanhamentos, que são muitos, mas escolhi os que fazia questão: arroz com limão, feijão, milho assado, sourcream, guacamole, alface romana, queijo e claro, tortillas.

É uma ótima opção para um jantar com amigos, ou até mesmo pro meio da semana. Todos os preparos são simples e rápidos e rendem um banquete! E o melhor é que é tudo vegetariano, ou vegano (se preferir deixar de fora o sourcream e o queijo). Delícia, não vejo a hora de fazer tudo de novo!

Seguem as receitas abaixo, menos do feijão que acabei comprando um tempero pronto para tacos no mercado. Mas, deixo aqui a lista de temperos que você pode usar: cebola, páprica, pimenta verde, alho, cominho, orégano e pimenta do reino.

IMG_2099 (1)

Tortilla

  • 2 xícaras de farinha de trigo branca
  • 2 xícaras de farinha de milho fina (fubá mimoso)
  • 1 pitada de sal
  • água até dar o ponto

Misture as farinhas e o sal em um tigela. Vá colocando água até formar um bola homogênea. Sove de 10 a 15 minutos. Cubra com um pano e deixe descansar de 30 minutos a 1 hora. Enquanto isso, prepare os outros acompanhamentos. Depois do descanso, divida a massa em 8 e faça bolinhas. Com um pouco de farinha na bancada, abra discos finos e asse em frigideira bem quente (ou chapa de ferro) até dourar. (2 minutos de cada lado é suficiente, as tortillas não devem ficar muito duras)

Sourcream

  • 200g de iogurte natural
  • sumo de meio limão
  • 1 colher de chá de sal

No próprio potinho do iogurte, coloque o sal e o limão e misture. Transfira o iogurte para uma peneira com um papel toalha dobrado em 2 para que o líquido drene. Coloque uma tigela embaixo para que o líquido não escorra. Deixe descansando por 1 hora, descarte o líquido que escorreu e transfira o sourcream que ficou na peneira para um pote.

Arroz com coentro e limão

  • meia cebola picada
  • 2 dentes de alho picados
  • raspas de 1 limão
  • 5 talos de coentro
  • 1 xícara de arroz branco
  • 1 colher de chá de sal
  • 2 xícaras de água

Doure a cebola e o alho com azeite em uma panela. Acrescente o arroz, o sal e as raspas de limão e mexa bem. Acrescente a água e um talo de coentro e deixe cozinhando em fogo médio até a água secar. Na hora de servir, salpique coentro picado.

Milho assado com cebola e limão

  • 1 pacote de milho congelado (300g)
  • meia cebola picada grosseiramente
  • sal a gosto
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • sumo de meio limão

Adicione todos os ingredientes, menos o limão, em uma forma antiaderente e levo ao forno a 250C por 25 minutos. Durante o cozimento, mexa com uma espátula para que não queime. Tempere com limão e sirva.

Guacamole

  • 2 avocados pequenos ou meio abacate maduro
  • meia cebola roxa picada
  • 1 tomate picado
  • coentro picado, sal, azeite e limão a gosto

Em uma tigela, esmague o abacate com um garfo e misture todos os ingredientes. Eu gosto da guacamole bem azedinha, com bastante limão e coentro também, mas isso vai de cada um. Também gosto de deixar as sementes do tomate, sem desperdiçar! Ah, também pode adicionar molho de pimenta ou pimentas frescas!

ezgif.com-gif-maker

Para montar os tacos é só pegar uma tortilla e começar com um pouco do arroz, depois o feijão, o milho assado, guacamole, alface romana em tiras, sourcream e queijo! NHAM!

Hambúrguer vegano, batatas no forno e dip de abacate

img_2510

Eu adoro fazer essa receita com as sobras da comida do dia anterior. Me sinto a própria Rita Lobo reaproveitando os alimentos e fazendo economia doméstica. 😛 Geralmente uso o que sobrou do arroz com lentilhas que faço bastante aqui de comida do dia-a-dia. Mas você também pode usar o arroz e feijão que já ficou sem graça na geladeira. Ou grão de bico. Escolha uma leguminosa e fique à vontade! Os adicionais também vão depender do que você tem na sua casa: cenoura, abobrinha, vagem, couve… vale tudo! Para dar a liga, pode usar ovo, mas só com farinha também funciona.

As batatas podem ser doces ou inglesa, mas a que fica mais sequinha e crocante é a asterix! Essa da foto é batata doce orgânica, por isso deixei a casca. E o molhinho que acompanha as batatas é receita da Paola! Bora fazer?

Hambúrguer vegano

  • 1 xícara de lentilhas já cozidas (ou outra leguminosa)
  • 1 xícara de arroz já cozido (de preferência integral)
  • 1 xícara de alguma verdura ou legume ralado ou picado (cenoura, abobrinha, vagem, tomate)
  • 2 colheres de sopa de coentro e/ou salsinha picados
  • páprica picante, sal e azeite a gosto
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo integral

Bater todos os ingredientes, menos a farinha, no mixer até formar uma pasta. Nesse momento, se você já conseguir formar o hambúrguer, nem precisa da farinha, mas dependendo da água contida nos ingredientes que você escolheu, talvez seja um pouco difícil manter tudo junto. Nesse caso adicione a farinha e molde do tamanho que desejar. Se tiver tempo, deixe um minutinhos no congelador, isso vai ajudar a manter a forma. Em uma frigideira anti-aderente, aqueça um fio de azeite e doure os hambúrgueres por 4 minutos de cada lado. Sirva no pão de sua preferência e acompanhamentos: alface, tomate, brotos… Também ficam ótimos assados!

Batatas assadas

  • 1 batata doce grande (ou batata asterix)
  • azeite
  • alecrim
  • sal

Corte a batata em palitos e coloque-as em uma assadeira. Tempere com azeite, sal, alecrim e misture para que fiquem bem cobertas com o azeite. Coloque em forno pré-aquecido a 230 graus e asse por 30 minutos ou até que fiquem macias. Fique de olho e vire as batatas na metade do tempo para não queimar.

Dip de abacate

  • 1 avocado pequeno ou 1/4 de abacate comum
  • 1 colher de sopa de tahine
  • 1 dente de alho
  • 1 colher de sopa de azeite
  • suco de 1 limão
  • sal a gosto
  • 1 maço de coentro picado

Coloque tudo em um mixer e bata até virar uma pasta. Se necessário coloque um pouco de água para atingir a consistência de creme.

Sopa Mágica

IMG_2054

Em um domingo à noite, friozin, já cansados passamos no supermercado. Aquele pesar de ser quase segunda-feira já pairava no ar. Olhávamos o preço dos produtos, e o desânimo tomava conta. Banana para a semana, tá faltando cândida, não esquece de pegar a farinha! Hora de ir pro caixa. Peraí, o que vamos comer de janta? Peguei um pacote de ervilha, uma cenoura e uma maço de coentro. Vamos, que hoje vai ter sopa! E aí o clima já mudou… vai ter sopa! ❤

Fazer sopa, ou um bom cozido de panela, também é algo mágico. Tudo numa mesma panela e em pouco tempo ter algo tão gostoso e que esquenta não só o corpo, mas a alma… só pode ser magia! 🙂 Fora que nesse dia também me senti um pouco maga ou bruxa colocando temperos no caldeirão, fazendo cheiros, texturas e mexendo tudo com a colher. (filha de bruxinha, bruxinha é, né mãe? Aliás, as sopas da minha mãe são sempre as mais gostosas!!)

Primeiro, refoguei a cebola, alho e a cúrcuma. Adicionei sal, páprica picante, um pouco de cominho e da cebolinha e os talos do coentro. Deixei que tudo ficasse dourado, cortei as cenouras em rodelas e coloquei junto com as ervilhas. Cobri com água e fechei a tampa da panela de pressão, por conta do tempo. Depois de 20 minutos, tudo tinha secado e grudado um pouquinho no fundo. Mas sem desespero. Adicionei água quente e bati tudo no liqüidificador. Acertei o tempero e servi com um fio de azeite, páprica e folhas de coentro. Amor na tigela. Estávamos prontos pra comer a semana. ❤

 

 

Moqueca de peixe com leite de coco feito em casa

IMG_2171Desde pequena lembro dos meus pais fazendo moqueca em casa. Quando eu tinha uns 8 anos eles foram comemorar 10 anos de casados em Salvador e voltaram apaixonados por moqueca e com duas panelas de barro.

Sempre achei moqueca um prato delicioso e minha mãe gosta de dar o seu temperinho, colocando diversos frutos do mar… o arroz com alho e leite de coco dela também não podiam faltar! Hum, domingos com moqueca são maravilhosos!

Depois que casei, comprei a minha panela de barro (uma pequena, pra caber dentro do apartamento :)) mas nunca tinha feito moqueca até esse ano! Pesquisei algumas receitas, recorri à memória de minha mãe cozinhando e saiu uma moqueca muito gostosa! E nesse friozinho tenho usado muito a panela de barro pra fazer cozidos que aquecem o coração.

E hoje vai ter moqueca!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Minha mãe sempre usou cação, barato, fácil de achar e de carne firme que fica ótimo cozido. Mas, andei pesquisando e cação (que nada mais é do que tubarão, sim, carne de tubarão) não é um peixe sustentável para se consumir 😦 Isso significa que os tubarões estão em extinção e não há um controle para a pesca deles.

Conseguir informações sobre os peixes mais sustentáveis para se consumir não é fácil… e a oferta nos supermercados não é lá grande coisa, ainda mais se você mora longe do litoral. Porém encontrei esse Guia de Consumo Responsável de Pescados da Unimonte, em Santos. Lá, não achei o cação, mas pelas minhas pesquisas  (aqui e aqui) é bom evitar ao máximo. Com essa receita de moqueca você pode usar o que quiser como recheio: camarão, banana, palmito pupunha, couve-flor… use a imaginação, pois leite de coco + coentro + dendê fica bom com qualquer coisa 🙂

IMG_2174

Moqueca de peixe com leite de coco caseiro

(para uma panela pequena)

  • 2 postas de cação ou qualquer outro peixe de sua escolha
  • 2 tomates grandes
  • 2 cebolas grandes
  • 1 pimentão vermelho grande
  • 1 maço de coentro
  • 300 ml de leite de coco caseiro
  • azeite de dendê, sal e pimenta a gosto

Corte as cebolas, tomates e pimentão em rodelas grandes e tempere as postas de peixe com sal, pimenta e limão a gosto. Com a panela desligada monte as camadas: cebola, pimentão, tomate e peixe. A cada camada, tempere com sal e pimenta. Termine com bastante coentro picado. Adicione o leite de coco e o dendê e deixe tudo cozinhar até que peixe esteja cozido. ❤

Leite de coco caseiro

Segui a receita da Rita Lobo e quis fazer tudo do zero mesmo. Comprei o coco seco, coloquei no forno até que começasse a rachar e a trabalheira começou! Com ajuda de uma faca e uma martelo fui soltando a polpa da casca, cortei em pedacinhos e bati no liquidificador com a mesma proporção de água fervendo e coco. Depois coei, e pronto! 😀 Achei meio amarguinho, mas o resultado final na moqueca ficou excelente! Depois fui olhar os vidrinhos de leite de coco que eu tinha comprado e na lista dos ingredientes há bem mais coisa do que apenas coco e água: mil espessastes e conservantes. Fora que foi muito legal “descobrir”o coco… fiquei pensando em mil ideias para fazer com crianças. Eu recomendo você ter essa experiência pelo menos uma vez, depois pode comprar o coco já ralado na feira mesmo 😉

Arroz com alho frito e leite de coco

Fritar 2 dentes de alho no azeite de oliva e adicionar 2 copos de arroz. Refogar e temperar com sal. Adicione 2 copos de água. Quando a água estiver quase secando, adicione o leite de coco e deixe secar. Fica uma delícia na panela de barro também 🙂