Panquecas para o café da manhã das férias

Já faz um tempo eu queria postar receitas para fazer com as crianças nas férias. Ou na escola (para minhas colegas professoras). E essa é uma ótima para começar, pois além de ser deliciosa, é fácil e divertida.

Essa da foto aqui embaixo foi feita durante uma aula particular de inglês com uma criança de oito anos. Foi super divertido e rápido de fazer e ela adorou! Ela mesma que colocou a massa na frigideira e virou e se sentiu super autônoma e feliz por estar cozinhando algo super gostoso! A cozinha é mágica mesmo…

Essas panquecas são aquelas que ficam bem fofinhas e altas, bem no estilo americano. Leva ovos, leite e farinha de trigo, inimigos da alimentação saudável, certo? Errado se você consumir com moderação. Panquecas são parte de um café da manhã especial e provavelmente você não irá (e não deva) fazê-las todos os dias. Maaaas, se você não pode ou não quer consumir esses produtos vou te dar uma dica: substitua o ovo por uma banana amassada, o leite por água ou algum leite vegetal, e a farinha pode ser integral. Nunca testei outros tipos de farinha, mas acredito que dê pra fazer com farinha de grão de bico, polvilho, linhaça ou uma mistura delas.

1 ovo
1 xícara de leite
1 xícara de farinha de trigo
(com esses três primeiros ingredientes já dá pra fazer as panquecas que foi a receita da foto)
2 colheres de sopa de manteiga derretida (opcional, fica mais saboroso)
1 pitada de sal
1 colher de sopa de fermento em pó
(os último ingredientes são pra deixá-las mais saborosas e mais fofinhas)

Misture tudo em uma tigela grande. Aqueça uma frigideira anti aderente e quando estiver bem quente, derrame uma concha da mistura de panquecas. Quando as bordas começarem a ficar mais amarelas, vire a panqueca e vá checando para não queimar. Empilhe as panquecas e sirva com calda, frutas, iogurte ou mel. Nessa da foto usei frutas vermelhas que coloquei uma panelinha com 1 colher de sopa de açúcar e deixei ferver por 8 minutos. Divirtam-se!

 

 

Anúncios

Creme de mandioca com cebolas caramelizadas

IMG_2189

Essa sopa é super fácil de fazer, nutritiva e uma delícia.

Quem me inspirou foi minha mãe que me contou que deixou a cebola bem caramelizadinha e meus irmãos chatolengos que não comem cebola, nem perceberem o que era! Tem alguma coisa mais gostosa que cebola caramelizada? E nem vai açúcar, hein! Os açúcares naturais da cebola fazem todo o trabalho e deixam ela bem docinha.

Ah, na foto nem deu pra perceber que tem cebola, né? É que na hora de fome, coloquei um monte de coentro em cima (que eu adoro em sopa) hehe. Mas ela tá ali, escondidinha.

  • 700g de mandioca cozida
  • 3 cebolas grandes
  • 5 dentes de alho
  • sal, pimenta e coentro a gosto

Em uma panela grande, refogar em azeite as 2 duas cebolas em cubos com o alho até que tudo fiquei bem douradinho. Acrescentar a mandioca já cozida e mexer bem. Cobrir com água e deixar cozinhar por 15 minutos. Enquanto vai pegando sabor, cortar uma 1 cebola em meia lua e refogar no azeite em uma frigideira. Acrescente um pouco de sal para soltar a água da cebola e ir mexendo, controlando a temperatura do fogo, até que fique marronzinha. Bater a sopa no mixer ou liquidificador e voltar pra panela. Temperar com com sal e pimenta e ajustar a cremosidade. Se ficou muito cremosa, acrescente água filtrada, se estiver com uma consistência que goste é só servir com as cebolas por cima. 🙂

Estrogonofe de palmito

IMG_2285

É, eu acabei de escrever no último post que não gosto de dar o mesmo nome pra pratos versão natureba, mas devo dizer que esse estrogonofe tem gostinho do que eu comia na infância, então, por isso, me reservo o direito de chamar essa receita de estrogonofe! 😀

Desde que parei de comer carne, sempre senti falta do molhinho rosinha do estrogonofe, mas mesmo com vontade de comer, não consigo engolir a carne. Quando encontrei essa receita foi pura felicidade! Já variei bastante os ingredientes: ao invés do palmito, usei abobrinha, abóbora menina, cogumelos… geralmente algum legume mais durinho.

Na semana passada achei o palmito pupunha fresco no mercado (e num preço bom) e testei pela primeira vez sem o palmito em conserva e ficou muuuito melhor. Para acompanhar sempre faço umas batatas no forno com alecrim, sal e azeite. Pode ser batata doce ou asterix e de vez em quando também gosto da palha 😀

Ah, também dá pra tirar o creme de leite e colocar leite de coco ou algum leite vegetal.

Então vamos para a receita!

  • 400g (ou 1 vidro de palmito, 1 abobrinha e 1 bandeijinha de cogumelo paris fresco)
  • 1 cebola e 2 dentes de alho picados
  • 2 col. de sopa de extrato de tomate
  • 1 tomate maduro picado (opciona)
  • sal e pimenta a gosto
  • 1 caixinha de creme de leite
  • 1 xícara de água

Refogar a cebola e o alho com um pouquinho de azeite. Acrescentar o tomate e deixar cozinhar bem. Adicionar os legumes que você escolheu e refogar. Adicionar o extrato de tomate e água, temperar com sal e pimenta e deixar cozinhar com a tampa por 5 minutos. Desligar o fogo e acrescentar o creme de leite. Misturar e servir! Hummm