Abóbora assada com mel e balsâmico

Semana passada comprei meia abóbora cabotiá pra fazer a receita de curry vegetariano da Rita Lobo, que faz parte de uma série pro Youtube do canal Panelinha, o Em Uma Panela Só. Já pensando no jantar do resto da semana, reservei metade da abóbora na geladeira. Daí foi só descongelar o feijão vermelho orgânico já cozido, temperar com cebola bem fritinha, fazer uma farofinha com tomates em cubos e colocar a abóbora no forno. Pronto, almoço do sábado garantido e bem rápido!

A receita também é do site Panelinha e ficou deliciosa. Não achava que só um pouquinho de mel e balsâmico iam dar tanto sabor à abóbora, mas ficou ácido e doce na medida certa. A textura fica bem macia e ao mesmo firme, condensando todo o sabor da cabotiá. Para decorar, espalhei salsinha picada e sementes de girassol.

  • 1/4 de abóbora cabotiá
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
  • sal e pimenta do reino a gosto

pré aqueça o forno a 200C. Corte a abóbora em fatias de mais ou menos 2 cm. Misture o azeite, mel e balsâmico em uma tigela grande e coloque a abóbora, mexendo com as mãos para que pegue bem o molho. Coloque as fatias enfileiradas em uma forma e tempere com o azeite e sal. Leve ao forno e asse até que fiquem macias. (no meu forno demorou 45 minutos)

Outras combinações interessantes:

shoyu + azeite + gengibre picado + alho + gergelim

azeite + sal + tomilho

azeite + sal + páprica defumada

 

Pão de cacau, mel e passas no bourbon ou pão do amor

Mês passado me atrevi a dar uma oficina de pão aqui em casa mesmo para algumas amigas professoras. Achei que seria interessante compartilhar minha experiência com as crianças na escola fazendo pão e é claro, esse conhecimento tão rico, simples e tradicional que é fazer pão com fermento natural. Dei o nome de “Oficina de pão e fermento natural para educadores” e foi uma experiência incrível. Eu fiquei tão feliz de cozinhar e repassar esse conhecimento para agora, adultos! Eu quero muito desenvolver mais oficinas, e por isso abri aqui em cima uma aba no menu do blog para aulas, cursos e oficinas. Se você tiver interesse em ter aulas comigo, clica lá em cima e entre em contato. A ideia é acolher as suas necessidades e fazer algo mais personalizado. Posso te ajudar com receitas vegetarianas, veganas, do dia-a-dia, receitas mais elaboradas ou o básico da cozinha mesmo. Também penso em oficinas para educadores. Algumas pessoas tem me procurado já há algum tempo com dúvidas sobre como e o quê cozinhar com as crianças na escola e esse tema me interessa muitíssimo. Me escreve e vamos conversar sobre as possibilidades. Estou muito animada!

Enfim, a oficina foi aqui em casa e contei com um ajudantes muito especial, o marido <3, que acabou aprendendo a fazer pães também. E como a criatividade aqui em casa é algo abundante, ele arregaçou as mangas e criou dois sabores incríveis! O primeiro foi de nozes e azeitonas pretas e o último que saiu do forno essa semana foi de cacau, mel e passas no bourbon. Gente, como ficou bom ❤ Super diferente e ao mesmo tempo simples. Adoramos a combinação! Usamos a receita que eu já postei aqui, que é semi-integral, mas pensamos que ficaria ótimo usando só farinha branca também. Mas vamos à receita:

1 1/2 xícara de farinha de trigo integral
1 1/2 xícara de farinha de trigo branca
1 colher de sopa bem cheia de cacau em pó
250ml de água
80g (1/3 de xícara) de fermento natural já refrescado
1 colher de sopa de sal
1 colher de sopa de mel
1 xícara de passas hidratas no bourbon

Misture as farinhas, o cacau e a água e deixe hidratando por 20 minutos. Enquanto isso, cubra as uvas passas com bourbon e reserve. Adicione o fermento natural e incorpore-o bem à massa. Adicione o sal e o mel e sove por 10 minutos. Escorra as passas e delicadamente misture-as na massa. Cubra com um pano e reserve até que dobre de tamanho (6 horas ou uma noite na geladeira). Enquanto isso beba o bourbon. 😛 Quando estiver bem fofo é hora de fazer as dobras de reforço: abra um pouco a massa com as pontas dos dedos puxe uma das laterais até o meio e faça o mesmo com a outra. Vire ao contrário e faça o mesmo. A ideia aqui é prender o ar dentro do pão. Nesse momento você também pode modelar o pão do jeito que quiser: redondo, comprido… Deixe descansar por 1 ou 2 horas. Faça um corte com faca ou navalha e coloque em forno pré-aquecido a 250 graus. Assim que colocar a assadeira no forno, borrife água com um spray para que a casca fique mais crocante. Asse o pão por 20 minutos e depois diminua a temperatura para 200 graus e depois mais 20 minutos. Deixe o pão esfriar em um grade para que termine o cozimento. Depois é só aproveitar 🙂

img_2483

Suco do sol ou Limonada de açafrão da terra com gengibre da Paola

IMG_2214

Quando fiz a aula com a Paola no Ateliê Muriqui (contei sobre isso aqui), ela preparou essa limonada logo no começo, para nos receber. Eu nunca tinha imaginado fazer um suco de cúrcuma, afinal, essa especiaria é mais conhecida por nós em currys e pratos salgados. Mas não é que fica muito gostoso? É um sabor super diferente e nosso paladar precisa se acostumar, mas com a ajuda do gengibre e do limão fica mais fácil 😉

Recentemente a Bela Gil postou um vídeo no seu canal do Youtube sobre os benefícios da cúrcuma, e ela diz que alguns estudos apontam que ela é mais eficaz do que o ibuprofeno e é super antibacteriana e anti-inflamatória, assim como o gengibre. Nesses dias frios que tem feito em São Paulo, a sinusite insiste em me perseguir, por isso estou fazendo o suco (quase) todos os dias. No primeiro, coloquei muito limão e ficou bem forte, da segunda vez usei abacaxi para adoçar e ficou perfeito. Aliás, a versão com abacaxi está no cardápio do Arturito 😉

  • 1 pedaço de cúrcuma pequeno (umas 4 rodelas) ou 1 colher de sopa rasa de cúrcuma em pó
  • a mesma quantidade de gengibre
  • 1 limão espremido (pode ser qualquer tipo, tahiti, cravo ou siciliano)
  • 1 copo de água ou água de coco
  • mel ou melado a gosto (opcional)
  • 2 rodelas de abacaxi (opcional)

Bater tudo no liquidificador bastante. Não precisa coar 😉

Rende 1 copo.

Saúde!

Creme de banana e frutas vermelhas

IMG_1998

Esse creminho é super versátil, pode ser um nutritivo café da manhã, lanche da tarde e até sobremesa! No verão eu uso todas as frutas congeladas, mas agora que tá mais friozinho, só as frutas vermelhas vão pro mixer geladinhas e aí vira um creminho. Se você usar a banana congelada também, aí a sobremesa tá garantida! Um sorbet maravilhoso vai se formar. E pode ser criativo! Use a fruta que quiser, mas indico a banana ou manga que dão muita cremosidade. Outra boa mistura é manga + maracujá + framboesa ou manga + maracujá + hortelã. É um ótima receita pra fazer com as crianças e observar a mistura de cores lindas das frutas. Vocês podem até bater cada fruta separada e brincar de “tinta”, cada um fazendo uma mistura de cores na sua tigela e na barriga 🙂

As opções são infinitas! Divirta-se!

Creme de banana e frutas vermelhas

  • 2 bananas maduras
  • amora e mirtilo congeladas a gosto
  • 1 colher de sopa de mel (opcional)
  • 1 colher de sopa de chia (opcional)
  • granola (opcional)

Bater tudo no mixer/liquidificador/processador.